SPF, DKIM e CNAME: Os super-heróis do Email Marketing (2 de 2)

Sem SPF, DKIM e CNAME, o mais provável é que, os seus emails (enviados através dum fornecedor/plataforma de Email Marketing) NÃO cheguem aos destinatários!

SPF, DKIM e CNAME: Os super-heróis do Email Marketing (1 de 2) - E-goi

No artigo anterior percebemos o que significa SPF, DKIM e CNAME e o que acontece se NÃO tiver qualquer um deles devidamente configurado. O que não sabe é o que aconteceu à encomenda da Sr.ª Maria, ou seja, o que acontece depois de efetuar essas configurações.

O que acontece se o seu email tiver SPF?

Voltemos então à receção e ao motoboy. A receção tinha pedido, ao motoboy, um documento de identificação. O motoboy apresenta a “guia de transporte” que prova que você autorizou o serviço da empresa de entregas de encomendas a entregar as suas encomendas.

Neste caso, a receção (ISPs) dá a primeira autorização para que a sua encomenda (seu email) seja entregue à Sra. Maria (destinatário). Mas ainda falta a próxima autorização! Para além da validação “guia de transporte” (SPF), a receção só deixa entrar encomendas que tenham DKIM.

O que acontece se o seu email tiver DKIM?

A receção (ISPs) consegue garantir à Sra. Maria (destinatário) que a encomenda é “segura”. O DKIM (“selo de segurança”) prova que o conteúdo dos seus emails não sofreu alterações no caminho: entre o envio (através da plataforma de Email Marketing) e a chegada (caixa de entrada do destinatário).

Neste caso, a receção (ISPs) dá autorização para que a sua encomenda (seu email) seja entregue à Sra. Maria (destinatário).

O que acontece se o seu email tiver CNAME?

Como a embalagem, da sua encomenda, é diferente da embalagem que está de “quarentena”, a receção (ISPs) dá autorização para que a sua encomenda (seu email) seja entregue à Sra. Maria (destinatário).

SPF, DKIM e CNAME garantem a entrega dos seus emails?

Com SPF e DKIM, e com CNAME a maioria dos seus emails serão entregues aos destinatários. Agora… naturalmente que se você for conhecido por incomodar (enviar SPAM) aos moradores desse escritório, a receção (Gmail, Hotmail, Yahoo!) não deixará a encomenda entrar! Nem mesmo se o motoboy (plataforma de Email Marketing) for o motoboy mais legal e confiável do mundo – tal como são a maioria das plataformas de Email Marketing 😉

E se a Sra. Maria (destinatário do seu email) muda de escritório (passa a ter um email diferente do que está na sua lista de contatos)? A receção (ISPs) informa que a Sra. Maria já não trabalha ali e a mensagem não será entregue. E assim surgem os Bounces!

Como garantir que os seus emails têm SPF, DKIM e CNAME?

Para SPF e DKIM, “apenas” tem de fazer a autenticação manual de remetente de email (email@seu-domino.com) e domínio (seu-dominio.com) na plataforma de Email Marketing, e no DNS do seu domínio. Para CNAME, “apenas” tem de configurar manualmente o seu CNAME, tanto na plataforma de Email Marketing, assim como no DNS do seu domínio.

Nota: Apenas necessita de fazer essas autenticações manuais uma única vez. Convém é que o seu-dominio.com exista há 30 dias, no mínimo. Isto porque os fornecedores de Email Marketing e Automation necessitam de garantir, minimamente, que você não criou esse domínio apenas para enviar spam!

Atenção: Para facilitar a configuração do serviço, alguns fornecedores de Email Marketing, dispensam essas configurações manuais de SPF, DKIM e CNAME. No entanto, isso compromete a entrega dos seus emails. Por isso, escolha um fornecedor, como o E-goi, que ofereça essas configurações manuais 😉

Em conclusão:

Está nas suas mãos, garantir que os seus emails chegam e são entregues aos seus destinatários (quando são enviados através de qualquer plataforma de Email Marketing).

 

  1. Nelson says:

    muito bom preciso atualiza e mandar e mail para os meus contatos começar uma jornada de e mails !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.