Você sabe a importância de um e-mail marketing responsivo?

Quem é da área sabe que o e-mail marketing é um fenômeno. Ele sobrevive aos avanços da tecnologia e continua sendo uma das técnicas de marketing digital mais eficientes na geração de engajamento e conversão.

Existe outra ferramenta cujo uso só se intensifica: o telefone celular. Você sabia que ele é o dispositivo mais utilizado pela população brasileira para acessar a Internet? Do total de usuários conectados, 94,6% utilizam o aparelho, que aparece à frente de computadores (63,7%) e de tablets (16,4%) — de acordo com pesquisa do IBGE.

Considerando as duas informações citadas, fica ainda mais clara a importância de as empresas propiciarem uma boa experiência ao usuário mobile. Se um consumidor recebe um e-mail marketing e não consegue ver todas as informações, quando receber outra mensagem sua, provavelmente, não a abrirá.

Portanto, se você quer estabelecer uma boa comunicação com o seu público-alvo, é bom apostar no e-mail marketing responsivo. Não sabe como fazer isso? Não se preocupe! Vamos explicar as boas práticas que você precisa conhecer para ter sucesso. Boa leitura!

Aposte em uma estrutura simples

No caso de e-mail marketing responsivo, podemos afirmar que “menos é mais”. Optar por uma estrutura simples garante uma boa experiência para todo mundo, independentemente do modelo de celular que a pessoa esteja usando.

Sendo assim, escolha uma imagem de fundo neutra, em tons claros, e trabalhe com poucas cores — o recomendado é, no máximo, três. Esse template simplificado, além de oferecer uma boa experiência de visualização, vai chamar a atenção apenas para o que realmente importa.

Use pouco texto

Sabemos que o tempo que cada pessoa gasta navegando em um único assunto costuma ser curto. Portanto, quanto menos texto o seu e-mail marketing tiver, maiores serão as chances de a mensagem ser lida integralmente. Além disso, quanto menos o leitor tiver que rolar a tela de visualização, melhor.

Por isso, é importante facilitar o consumo da informação, incluindo, no topo, os dados mais importantes. Embora os CTAs sejam comumente adicionados no fim da mensagem, em caso de blog posts, no e-mail marketing, eles devem ter uma visibilidade imediata, ou haverá o risco de não serem acionados.

Otimize imagens

É muito ruim receber uma imagem e não conseguir vê-la direito, não é mesmo? Às vezes, nos interessamos pelo assunto, mas o e-mail não abre corretamente. Isso acontece porque muitos provedores costumam bloquear imagens como medida de segurança.

Alguns dispositivos móveis também fazem isso para reduzir o consumo de dados, quando o aparelho não está conectado ao wi-fi. Ainda há outra possibilidade que frustra os usuários: a velocidade da Internet é ruim e as imagens demoram muito para ser carregadas. Possivelmente, o seu leitor não vai esperar muito tempo por isso, certo?

O que fazer para evitar as situações citadas acima? A melhor forma de garantir uma boa experiência é usar menos imagens e sempre otimizá-las. O que significa isso? São medidas simples que resolvem:

  • reduzir o tamanho do arquivo;
  • usar códigos de redimensionamento para diferentes proporções de tela;
  • preencher os campos alt text e descrição.

Faça um CTA grande

Geralmente, todo e-mail marketing tem um objetivo — aumentar visitas, divulgar produtos, anunciar promoções etc. —, que é traduzido em forma de um CTA (call to action) na sua mensagem. Ou seja, para obter resultados esperados, esse é um dos elementos mais importantes.

Por isso, é fundamental considerar que, quando acessado por celulares, os CTAs serão acionados pelos dedos e não por um mouse. A Apple, por exemplo, recomenda que os ícones tenham 44 x 44 pixels para facilitar o toque.

Outra recomendação é deixar um espaço vazio em volta dos botões, para evitar que o usuário clique em links errados.

Crie um assunto interessante

Você já sabe que criar um assunto interessante — assim como títulos, no caso de blogs — é fundamental para atrair a atenção do leitor e fazer com que ele abra o e-mail, não é mesmo? O que você talvez ainda não saiba é que apenas os primeiros 47 caracteres do assunto e texto de apoio são exibidos, quando a mensagem é lida pelo celular.

Portanto, além da criatividade, é preciso trabalhar esses campos de maneira complementar. Além disso, é preciso ser bem direto e conciso.

Muita gente desperdiça o texto de apoio (preheader) com a mensagem padrão “Visualizar como página web”. Não faça isso, aposte em um assunto curto, porém instigante, e finalize com um preheader também sedutor.

Relacionado:  Entregabilidade (Agridoce) de Email: O que é e porque deve se preocupar?

Quer exemplos? Em vez de “Promoção de inverno: casacos com 50% de desconto. Visualizar como página web”, opte por “O inverno já chegou” como assunto e “Casacos com 50% de desconto” como preheader.

Outra dica que pode aumentar a taxa de abertura é personalizar o texto com o nome do destinatário. Dessa forma, a conexão com a mensagem aumenta e o usuário pode se sentir ainda mais instigado a abri-la.

Use templates responsivos

Considerando a grande diversidade de aparelhos e de aplicativos de leitura e as variadas especificações técnicas que o e-mail marketing responsivo exige, uma ótima maneira de otimizar o seu conteúdo é utilizando os templates de ferramentas de automação, como E-goi.

Essas empresas têm times de designers e desenvolvedores que fazem a maior parte do trabalho, criando coleções de templates apropriados para qualquer dispositivo, facilitando, assim, o seu disparo de e-mail marketing responsivo. Caso prefira construir templates internamente, também temos dicas.

Evite excesso de links

As principais empresas de e-mail, como Gmail e Outlook, têm configurações automáticas que enviam mensagens com muitos links no corpo do texto direto para o lixo.

O que fazer, então, se sabemos que mensagens com links são mais propensas a serem consideradas SPAM, mas dependemos deles para direcionar nosso público para uma landing page, por exemplo? A resposta é: use com moderação.

Deixe, no e-mail marketing responsivo, apenas os links que sejam totalmente necessários. E atente ao destino de cada um: eles precisam direcionar para sites seguros, a fim de diminuir as chances de o seu conteúdo cair na pasta de SPAM.

Como você pôde ver, as tendências de uso do e-mail marketing e do telefone celular seguem em alta. Por isso, é preciso otimizar cada vez mais o disparo de e-mail marketing, para propiciar uma boa experiência ao usuário e, consequentemente, obter bons resultados.

A dica que damos é: pense mobile-first. Ou seja, crie seus e-mails já considerando, em primeiro lugar, a questão da mobilidade. Agora que você já conhece as melhores práticas de produção de e-mail marketing responsivo, saiba como unir marketing de conteúdo e e-mail marketing e ter sucesso com as duas estratégias!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.