Data driven marketing: entenda o que é e qual a sua importância

O data driven marketing está mudando a forma de todo mundo trabalhar. Os profissionais de marketing de hoje sabem que as abordagens tradicionais, o “instinto” e o famoso achismo não servem mais para tomar boas decisões. As consequências de uma estratégia ruim são grandes demais e podem levar por água embaixo uma campanha e sua execução.

Data driven marketing: entenda o que é e qual a sua importância | E-goi

Profissionais antenados usam insights baseados em dados e métricas precisas na tentativa de maximizar o sucesso e minimizar custos. Esse marketing motivado por metas e cálculos também transformou a maneira como os negócios interagem com seus públicos.

Neste artigo você vai entender melhor o que é data driven marketing, como ele funciona, quais seus benefícios e, muito importante, como praticá-lo para ter vantagens competitivas.

O que é data driven marketing?

Coletar, agregar, minerar e – principalmente – entender dados fornece aos profissionais de marketing a clareza necessária para formular as melhores estratégias e previsões. Para tomarmos uma decisão, é preciso conhecer o terreno e as variáveis envolvidas.

O data driven marketing exige que a equipe possa visualizar os dados relevantes do passado, do presente e os potenciais do futuro em uma única interface. Os dados, então, são “interrogados” para a identificação de tendências e padrões.

Há cerca de 10 anos, apenas empresas muito grandes e com acesso fácil a tecnologia usavam marketing baseado em dados. Hoje, felizmente, suas ferramentas estão disponíveis para quase todo tipo de negócio.

Como funciona na prática?

Data driven marketing, em essência, significa medir o que interessa, de modo a abandonar as práticas que não funcionam e investir mais no que dá resultado. Isso funciona em basicamente quatro passos:

  1. definir alguns KPIs, ou seja, indicadores que serão medidos;
  2. executar a campanha;
  3. medir os resultados;
  4. reavaliar a campanha e executar a próxima a partir do novo aprendizado.

Quais os objetivos do data driven marketing?

O objetivo de fazer um marketing baseado em dados é tomar decisões melhores e mais precisas. A abordagem passa a ser praticamente científica, como quem testa hipóteses. Uma das primeiras ferramentas é o chamado teste A/B.

Consiste em desenhar duas peças (por exemplo, dois anúncios, ou dois e-mails), idênticos em quase tudo exceto por uma variável, como a foto ou o título. Depois de testadas no mundo real, a que rendeu menos é descartada e a que fez mais sucesso passará por outro teste do mesmo tipo.

Com o tempo, todas as decisões serão tomadas com base em métricas, inclusive por inteligência artificial, como veremos a seguir.

Qual a importância de utilizá-lo no planejamento estratégico de marketing da empresa?

O data driven marketing é fundamental para o planejamento da sua empresa porque é a melhor forma de assegurar a qualidade das informações sobre seus consumidores e sobre o comportamento do mercado.

Com ele seu planejamento poderá incluir ações específicas para:

  • melhorar a eficiência do funil – ao identificar conteúdos específicos que fazem o público subir, descer ou abandonar cada etapa do funil de vendas;
  • desenvolvimento e estoque – ao ter informações mais precisas sobre vendas, logística, demanda, tendências, etc.
  • cross selling e up selling – entendendo melhor seus clientes, seu negócio multiplica oportunidades de aumentar o ticket médio e encorajar quem já conhece sua marca a comprar mais.

Quais os seus benefícios?

Alguns exemplos vão ajudar a entender as vantagens práticas do data driven marketing.

Criar campanhas extremamente personalizadas

Os clientes de hoje estão cada vez mais exigentes e mais conscientes dos truques e táticas usados pelas empresas para chamar a atenção deles. Portanto, para abrir um canal de comunicação ou desenvolver um relacionamento, o marketing precisa produzir conteúdo altamente personalizado, que caia como uma luva para aquele alvo.

Os dados detalhados e os insights minerados por uma plataforma podem criar perfis precisos de cada um dentre os milhares de leads ou clientes.

Em um caso que ficou muito famoso, a rede americana Target descobriu a gravidez de uma cliente antes do pai dela. Não foi preciso nenhuma bola de cristal; tratava-se apenas da aquisição e mineração de dados. Porque compreendia bem seus consumidores e o que compravam, a loja pôde oferecer os produtos e descontos de que a garota mais precisava no momento certo.

Encontrar os clientes onde eles estão

Além de exigentes, os consumidores de hoje estão sempre conectados. A popularidade dos smartphones abriu um mundo inteiro de opiniões, opções e ruído na palma da mão. Já sabemos que é possível romper esse mar de distrações com conteúdo personalizado, mas como saber onde começar a conexão com os clientes? 

Relacionado:  Saiba como criar uma landing page que converte

Plataformas de machine learning e inteligência artificial conseguem vasculhar enormes quantidades de dados em uma velocidade inimaginável para os humanos. Isso as permite descobrir em quais sites ou aplicativos as pessoas gastam mais tempo e onde é mais provável ocorrer uma conversão, como uma venda (por exemplo, é no site ou em um anúncio?).

A programação pode incluir também o disparo de mensagens “engatilhadas” para situações específicas e até alocar o orçamento baseado no que está dando mais resultado.

Tomar decisões melhores

No final das contas, trata-se de conseguir as melhores informações para agir melhor. O marketing ainda é muito associado ao instinto e ao espírito criativo, mas com os dados todos os palpites são submetidos a testes.

Qual foto será a preferida pelos consumidores? Com qual apresentação venderemos mais? É melhor este ou aquele canal? Qualquer pergunta pode ser respondida com números, em prazo até bem curto e tudo o que não funciona pode ser descartado rapidamente.

Como implementar o data driven marketing na minha empresa?

Antes de ser ligada a uma ferramenta específica, qualquer abordagem data driven é antes de tudo uma filosofia. Trata-se de uma forma mais científica de fazer administração: medir, comparar, e só então decidir, principalmente descartando o que não deu certo.

Ferramentas específicas, naturalmente, são essenciais para o data driven marketing moderno. Um CRM, por exemplo, pode coletar dados de clientes e disparar mensagens automaticamente, dentre muitas outras funcionalidades.

A automação de marketing pode ser implementada por várias marcas de software. E a otimização da experiência do consumidor e as vendas por meio de múltiplos canais também são ferramentas que contribuem para essa disciplina.

Para empresas de todos os tipos e tamanhos, o data driven marketing é fundamental para prosperar em um mercado em constante e acelerada mudança. Entender melhor a situação por meio de dados e números permite traçar estratégias mais sofisticadas, tomar decisões melhores, e equilibrar os sempre limitados recursos da empresa às crescentes necessidades dos consumidores.

Essas ferramentas estão se tornando essenciais para executar campanhas mais eficientes e até prever com melhor precisão o comportamento dos clientes. Se você quer que seu marketing tenha sucesso, consulte primeiro o que dizem os dados.

Este post foi útil para você? Então assine nossa newsletter e receba as melhores dicas em marketing digital e automação de marketing omnicanal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.