6 boas práticas de logística para seu e-commerce

Adotar boas práticas de logística é essencial para oferecer uma boa experiência ao cliente então, vamos ver agora algumas dicas para otimizar essa área do seu e-commerce.

Garantir a entrega do produto com boas práticas de logística é um dos pontos cruciais para garantir a satisfação do cliente de um e-commerce.

Afinal, cria-se uma expectativa após finalizar o pagamento: “será que comprei o tamanho certo?”, “será que meu produto vai chegar?”, “será que ele vai ser entregue a tempo?”.

Toda essa ansiedade tem uma razão: a compra acontece à distância e o produto não é recebido na mesma hora, como em uma loja física. A desconfiança do consumidor com as lojas virtuais ainda existe, então ele precisa ter o produto em mãos para ter certeza de que fez a escolha certa.

Portanto, adotar boas práticas de logística é essencial para oferecer uma boa experiência ao cliente, que não se encerra na finalização do pagamento — ela vai até a entrega do produto. Então, vamos ver agora algumas dicas para otimizar essa área do seu e-commerce:

1. Aprimorar os processos internos

Em grande parte dos casos de atraso na entrega de produtos, os clientes ouvem a mesma explicação: “tivemos um problema com a transportadora”. A gente sabe que isso realmente acontece, mas nem sempre as falhas estão no parceiro.

Os processos internos da empresa também podem causar problemas na logística do e-commerce. Falhas ou demora na separação dos itens vendidos, na embalagem dos produtos, na emissão de documentos, na comunicação entre as equipes — tudo isso pode prejudicar a entrega.

Por isso, você também precisa adotar boas práticas de logística internamente, de maneira que todos os setores conversem entre si e possam obter informações rapidamente sobre a logística. A organização do negócio é essencial para garantir agilidade e eficiência na entrega dos produtos.

2. Utilizar um sistema de gestão integrado

Uma das soluções para melhorar os processos internos que influenciam na logística é utilizar um sistema de gestão integrado, também chamado de ERP.

Para a logística, o mais importante é que ele integre o gerenciamento de estoque e as entradas e saídas de produtos. Mas um bom sistema de gestão pode também concentrar os pedidos, o controle financeiro, as expedições e as entregas — entre outros processos que a sua empresa precisar monitorar — em um mesmo software.

Assim, você consegue diminuir as falhas do processo, facilitar o acesso às informações e automatizar ações que trazem agilidade e eficiência para toda a equipe envolvida.

3. Fazer a previsão de demanda

O estoque também faz parte da logística do e-commerce. Por isso, a previsão de demanda também é uma das boas práticas de logística, já que ajuda a organizar a compra, o recebimento, a armazenagem, a organização e a expedição dos produtos.

Não há nada mais chato para o cliente que comprar um produto e depois ser avisado que o item está em falta no estoque, não é mesmo? Mas quando você conhece melhor o comportamento do mercado, é possível saber quais itens têm mais ou menos giro de estoque.

Com essa informação, você consegue saber qual a frequência e as quantidades certas de compra, além de conseguir organizar o estoque de maneira eficiente, para garantir mais segurança e agilidade na saída dos produtos.

4. Contratar transportadoras confiáveis

Tudo bem que você queira baratear os custos da logística para ter mais lucro nas suas operações. Porém, tenha cuidado ao escolher os seus parceiros para não prejudicar uma área que é fundamental para a satisfação do cliente.

Por isso, analise bem as transportadoras. Elas têm uma estrutura capaz de atender as suas demandas? Como elas se organizam para cumprir os prazos de entrega? Elas têm uma boa reputação no mercado? Tente responder essas perguntas e não olhar só para o preço.

Além disso, vale a pena diversificar os fornecedores, entre Correios e transportadoras privadas. Assim, você consegue negociar melhores condições e ter um parceiro para cada tipo de demanda (por exemplo, entregas nos grandes centros urbanos ou nas cidades do interior).

5. Dar opções de frete aos clientes

Além de analisar o preço e a reputação das transportadoras, você também deve entender quais são as melhores opções para o seu cliente. Afinal, é ele quem vai comprar na sua loja virtual e precisa ser bem atendido.

  Entenda a importância dos programas de fidelização para o e-commerce

Um dos principais erros do e-commerce é oferecer poucas opções de frete. Porém, para uma compra virtual, esse é um fator decisivo, que pode gerar muitos carrinhos abandonados.

Então, quanto mais opções você der, mais chances você tem de atender às necessidades do cliente. Será que ele não está disposto a pagar mais para receber antes? Ou talvez ele não tenha pressa e possa optar pela opção mais em conta.

Portanto, ofereça diferentes alternativas de preços e prazos para ele escolher. Além disso, depois da compra, mantenha o cliente informado sobre a entrega, com um código de rastreamento e notificações a cada etapa da logística.

6. Simplificar a logística reversa

Devolver produtos é uma prática comum no e-commerce. Como dissemos no início do artigo, a compra acontece à distância, e é comum que o cliente escolha a cor errada ou simplesmente se arrependa da compra, ou ainda que o produto chegue com algum defeito.

Nesses casos, muitas lojas fazem o consumidor passar por uma verdadeira romaria para desistir da compra — o que, no prazo de sete dias, é um direito do comprador online. O problema é que isso também prejudica a experiência do cliente, que só queria devolver ou trocar um produto, e pode acabar nunca mais voltando.

Portanto, simplifique a logística reversa e não faça o cliente ter trabalho nesse processo. Para isso, é importante contar com uma transportadora que ajude a diminuir a burocracia e com um software que registre facilmente o retorno dos produtos.

Enfim, se você quer garantir uma boa experiência ao cliente do início ao fim do processo de compra, deve dar uma atenção especial às boas práticas de logística para o seu e-commerce.

Embora imprevistos aconteçam, com as dicas que mostramos neste artigo, você tem mais garantias de que o seu cliente vai receber o produto no prazo estabelecido e sem qualquer avaria.

Para oferecer uma boa experiência com a sua loja virtual, você também deve conhecer bem os seus clientes, entender suas preferências e captar tendências de consumo. Então, saiba agora como monitorar as visitas do e-commerce e ser mais eficiente com as suas estratégias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.